Espírito Santo > Cachoeiro de Itapemirim > Pico do Itabira > Face Nordeste do Pico do Itabira

Face Nordeste do Pico do Itabira
D6 A2+ VI E2
Montanha: Pico do Itabira
Cadastrada por: Luciano Bender, em 30-01-2019 às 22:54
Modalidade: big wall
Tipo de via: principal
Face: nordeste
Tipo de escalada predominante: artificial
Grau de inclinação aproximado predominante: Negativo
Extensão: 320 metros
Data da conquista: 06/09/1999
Descrição: Representando a 1ª big wall conquistada no Estado do Espírito Santo, a Face Nordeste se trata de uma via imponente, praticamente toda negativa. O primeiro terço da via é praticamente todo realizado em livre, em fendas de até VI grau. Há muitas bromélias no primeiro esticão, por isto, solicita-se cuidado para não danificá-las. O segundo esticão representa um dos trechos mais fotogênicos de toda a parede, podendo gerar lindas fotos tomadas da base. Inicia-se em uma troca de fendas até alcançar um lindo e aéreo diedro, que vai se afinando até desaparecer em uma microfissura para colocação de RURP, seguida de passadas em Cliff de buraco de 1/4". O terceiro esticão é integralmente escalado em artificial móvel, no início, terminando com passadas em Cliff de buraco de 1/4". O quarto esticão, por sua vez, concentra os trechos mais apimentados da parede. Inicialmente, há uma horizontal para a esquerda, para atingir o grande diedro, cujo início pode ser escalado em livre, migrando-se para artificial móvel. Ao final do diedro, a parede fica lisa e adquire boa negatividade, que é vencida com Cliffs de buraco, chegando a haver cerca de 10 passadas sem proteções. O quinto esticão também é praticamente todo vencido em passadas de Cliffs de buraco de 1/4". E os dois últimos esticões são vencidos em escalada livre, de baixa dificuldade. O grande platô (todo o sétimo esticão) permite um bivaque relativamente confortável e protegido por um teto. Após este platô, atinge-se o finalzinho da grande canaleta da Chaminé Cachoeiro, levando ao cume. A urna, com livro, está no cume da direita, onde existia uma cruz iluminada, transportada através da via de conquista e por onde também passava toda a fiação. Até o momento da conquista da Face Nordeste, ainda era possível encontrar os resquícios da cruz, bem como lâmpadas e fios. A escalada pode ser realizada em dois dias, sugerindo-se o pernoite na base, com a parede devidamente equipada com cordas fixas, para a arrancada final até o cume. O rapel pode também ser tranquilamente realizado pela própria via - com algum eventual pequeno pêndulo para se atingir a parada abaixo do grande diedro.
Equipamento extra necessário:
  • 2 cordas de 50 m
  • 2 jogos de Friends
  • 3 Pitons de lâmina média
  • 4 Pitons Angle (2 pequenos e 2 médios)
  • 1 RURP
  • 3 TCU
  • 1 par de cliff hangers de buraco 1/4"
  • 2 pares de estribos
  • Jumares e demais acessórios básicos de escalada em artificial
Informações disponíveis no site Escaladas.com.br, disponível em: <http://www.escaladas.com.br>
Documento gerado às 05:21 - 20/01/2021
© Todos os direitos reservados