Escaladas.com.br

Até o momento, temos 8.683 vias cadastradas em 1604 locais de 402 cidades de 24 estados brasileiros.

Dados da Via Rio de Janeiro > Rio de Janeiro > Pão de Açúcar > Cavalo Louco

Ampliar imagem Cavalo Louco
Traçado da via "Cavalo Louco", emendando-se na via "Secundo Costa Neto". Foto: Mauro Chiara
Ampliar imagem Cavalo Louco
Fábio Magrão no diedro da primeira enfiada da via "Cavalo Louco". Foto: Mauro Chiara
Cavalo Louco Imprimir informações da via
5º VI D2 E2
Cadastrada por: Luciano Bender, em 16-04-2019 às 14:28
Alterada por: Luciano Bender, em 26-06-2023 às 22:38
Modalidade: tradicional
Tipo de via: principal
Face: oeste
Tipo de escalada predominante: agarras
Extensão: 120 metros
Descrição: Um das mais belas escaladas do Rio de Janeiro, localizada na face oeste do Pão de Açúcar. Tem a base compartilhada com a Italianos, mas, em vez de cair para a direita após o terceiro grampo, ela segue ligeiramente pela esquerda na direção do diedro.

A primeira enfiada começa no mesmo ponto da Italianos, mas depois segue pelo diedro, todo guiado em móvel. Nesse diedro podem ser utilizados um Excentric #9 da BD, Camalot #2, Camalot #1 e o Camalot #3 exatamente nessa ordem. Todas as proteções ficam a prova de bomba!

Colocando o Camalot #3 no final do diedro, a saída para a direita fica muito bem protegida. Aconselha-se colocar uma fita de pelo menos 80cm para se evitar o atrito. O crux da primeira enfiada é delicado. Existe um pequeno buraco no final do diedro em que os quadro dedos da mão esquerda entram como uma faca, sendo a pegada ali muito boa! A dica é se posicionar com a mão esquerda nesse buraco e, depois, fazer a passada para a direita, procurando as agarras para o pé direito e mão direita, já na parede fora do diedro.

A segunda enfiada segue em diagonal para a esquerda, com lances de graduação em torno de quarto e quinto grau, mas existe um crux bem definido cotado em VI.

Depois, a enfiada segue para cima, com mais um ou dois lances delicados, até uma parada dupla em platô.

A terceira enfiada é curtinha e segue por uma fendinha estreita toda protegida por grampos, sempre na casa do quarto grau, terminando em um platô com parada dupla.

A quarta enfiada também é curtinha e sai em quarto grau para a direita até se juntar com a travessia da Italianos para a Secundo.

Para fazer cume, basta fazer as travessias para a Secundo, depois seguir pelo "mar de agarras" e fechar a escalada no último diedro. Para descer, basta pegar o bondinho para o Morro da Urca, depois descer a trilha e, na sequencia, a Pista Cláudio Coutinho.
Fonte: www.escaladasclassicas.com
Equipamento mínimo necessário:
  • Excentric #9 da BD
  • Camalot #2
  • Camalot #1
  • Camalot #3
Data da conquista: 1984
Conquistadores (em ordem alfabética):
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Encontrou algo errado? Clique aqui

Outras vias cadastradas neste local