Escaladas.com.br

Até o momento, temos 8.661 vias cadastradas em 1604 locais de 402 cidades de 24 estados brasileiros.

Dados da Via Rio de Janeiro > Petrópolis > Morro da Reunião > Rebimboca da Parafuseta

Ampliar imagem Rebimboca da Parafuseta
Foto e traçados: Pedro Bugim
Ampliar imagem Rebimboca da Parafuseta
Pedro Bugim durante a conquista do lance da barriga (A0/VIIb) na via Rebimboca da Parafuseta. Foto: Laura Petroni
Rebimboca da Parafuseta
Croqui elaborado por Pedro Bugim.


Ver croqui no tamanho original

Imprimir croqui
Rebimboca da Parafuseta Imprimir informações da via
4º V (A0/VIIb) A0 D1 E3
Cadastrada por: Luciano Bender, em 26-06-2019 às 11:49
Alterada por: Luciano Bender, em 05-11-2022 às 13:53
Modalidade: tradicional
Tipo de via: principal
Face: noroeste
Tipo de escalada predominante: agarras e aderência
Extensão: 200 metros
Descrição: A estrada para a entrada da trilha é quase a mesma que se faz para acessar o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no lado de Petrópolis. Pouco antes da portaria, deve-se pegar uma bifurcação à direita, em direção à óbvia parede, onde a via está localizada. É possível estacionar o carro exatamente na entrada da trilha, pois há um galpão com uma reentrância na estrada, apesar de ela ser relativamente estreita.

A trilha começa por trás de uma horta, que pode ser contornada pela esquerda. Não se esqueça de pedir gentilmente aos moradores locais a devida permissão para passar. Não há muros ou cercas, mas é de bom tom manter a relação amistosa com os locais.

Ao começar a subir, há uma trilha relativamente marcada que se inicia pela direita, após contornar a horta pela esquerda, subindo bem diretamente nos primeiros metros, passando por muita Samambaia Açu. Depois, entra-se em um bosque de pinheiros. Neste ponto, é possível caminhar sem obstáculos até a base das vias, sempre tendendo à esquerda e para cima. o trajeto total não dura mais que 10 minutos (do carro à base).

Uma característica desta face, é uma proeminente barriga que corta horizontalmente toda sua extensão, a aproximadamente 50 metros de altura da base.

Os 45 metros iniciais da via são muito fáceis, levando a um ótimo platô, onde está a P1.

Deste ponto em diante, a parede ganha verticalidade. Começam alguns lances delicados, de V grau, evoluindo para uma barriga. Três chapeletas depois, a linha continua por um óbvio veio de cristais. A segunda enfiada, a mais forte da via, possui 50 metros, com a P2 estabelecida em mais um ótimo platô.

A terceira enfiada continua constante, inicialmente no veio de cristais e, depois, em aderência. Lances de IV e IVsup, em sequência, tornam esta enfiada muito interessante, com exatos 60 metros de extensão, até a terceira parada dupla, sobre um grande buraco na altura dos pés.

Mais uma enfiada, de 45 metros, leva ao limite da rocha com a vegetação de cume, em trecho bem tranquilo, com lances de no máximo III grau. A P4fica em um ótimo platô.
Fonte: Blog do Bugim
Conquistadores (em ordem alfabética):
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Encontrou algo errado? Clique aqui

Outras vias cadastradas neste local