Escaladas.com.br

Até o momento, temos 5.048 vias cadastradas em 994 locais de 282 cidades de 23 estados brasileiros.

Dados da Via Espírito Santo > Cachoeiro de Itapemirim > Pico do Itabira > Face Nordeste do Pico do Itabira

Ampliar imagem Face Nordeste do Pico do Itabira
No detalhe, Luciano Bender conquistando a 2ª enfiada da Face NE do Itabira, em 1997. Foto: Magno Santos.
Ampliar imagem Face Nordeste do Pico do Itabira
Nos detalhes da foto, à esquerda, Magno Santos na P1. À dir., Luciano Bender conquistando o diedro da 2ª enfiada.
Face Nordeste do Pico do Itabira Imprimir informações da via
D6 A2+ VI E2
Cadastrada por: Luciano Bender, em 30-01-2019 às 22:54
Modalidade: big wall
Tipo de via: principal
Face: nordeste
Tipo de escalada predominante: artificial
Grau de inclinação aproximado predominante: Negativo
Extensão: 320 metros
Data da conquista: 06/09/1999
Descrição: Representando a 1ª big wall conquistada no Estado do Espírito Santo, a Face Nordeste se trata de uma via imponente, praticamente toda negativa. O primeiro terço da via é praticamente todo realizado em livre, em fendas de até VI grau. Há muitas bromélias no primeiro esticão, por isto, solicita-se cuidado para não danificá-las. O segundo esticão representa um dos trechos mais fotogênicos de toda a parede, podendo gerar lindas fotos tomadas da base. Inicia-se em uma troca de fendas até alcançar um lindo e aéreo diedro, que vai se afinando até desaparecer em uma microfissura para colocação de RURP, seguida de passadas em Cliff de buraco de 1/4". O terceiro esticão é integralmente escalado em artificial móvel, no início, terminando com passadas em Cliff de buraco de 1/4". O quarto esticão, por sua vez, concentra os trechos mais apimentados da parede. Inicialmente, há uma horizontal para a esquerda, para atingir o grande diedro, cujo início pode ser escalado em livre, migrando-se para artificial móvel. Ao final do diedro, a parede fica lisa e adquire boa negatividade, que é vencida com Cliffs de buraco, chegando a haver cerca de 10 passadas sem proteções. O quinto esticão também é praticamente todo vencido em passadas de Cliffs de buraco de 1/4". E os dois últimos esticões são vencidos em escalada livre, de baixa dificuldade. O grande platô (todo o sétimo esticão) permite um bivaque relativamente confortável e protegido por um teto. Após este platô, atinge-se o finalzinho da grande canaleta da Chaminé Cachoeiro, levando ao cume. A urna, com livro, está no cume da direita, onde existia uma cruz iluminada, transportada através da via de conquista e por onde também passava toda a fiação. Até o momento da conquista da Face Nordeste, ainda era possível encontrar os resquícios da cruz, bem como lâmpadas e fios. A escalada pode ser realizada em dois dias, sugerindo-se o pernoite na base, com a parede devidamente equipada com cordas fixas, para a arrancada final até o cume. O rapel pode também ser tranquilamente realizado pela própria via - com algum eventual pequeno pêndulo para se atingir a parada abaixo do grande diedro.
Equipamento mínimo necessário:
  • 2 cordas de 50 m
  • 2 jogos de Friends
  • 3 Pitons de lâmina média
  • 4 Pitons Angle (2 pequenos e 2 médios)
  • 1 RURP
  • 3 TCU
  • 1 par de cliff hangers de buraco 1/4"
  • 2 pares de estribos
  • Jumares e demais acessórios básicos de escalada em artificial
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Encontrou algo errado? Clique aqui

Outras vias cadastradas neste local

Chaminé Cachoeiro
D4 5º VIsup E3
Acessar
Via de conquista (ou Via Sylvio Mendes)
D5 5º VI A1 E3
Acessar